Imigrante indocumentado que tentou assassinar Trump será deportado

NOVA YORK – Michael Sandford, 20 anos, um imigrante britânico, indocumentado e desempregado, morava em Hoboken (New Jersey)
e se tornou conhecido nos Estados Unidos por arquitetar um plano para assassinar o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump. Para isso, ele participou de clubes de tiro, onde aprendeu a manusear uma arma e como atirar com ela.

a4387681438dac27c6b3000b0fe5a7ef-mid

Ele foi preso no dia 18 de junho, em Las Vegas (Nevada), durante um comício do republicano. Para isso, ele tentou pegar a arma de um policial após pedir um autógrafo para Trump. O rapaz disse aos investigadores que tinha passado um ano preparando a tentativa de assassinato e que estava pronto para morrer após conseguir o seu objetivo.

Agora, dois meses depois, foram divulgadas as fotos e vídeos do rapaz treinando, no dia anterior à sua prisão, em um posto de tiro e usando o mesmo tipo de arma que ele tentou pegar do policial.

Nas imagens é possível ver o rapaz contando o dinheiro para pagar a taxa de $29 pela sessão de tiros. No mês passado, o rapaz se declarou culpado das acusações federais de arquitetar o assassinato de um candidato a presidente. Ele aguarda a sentença como parte de um acordo judicial.

O imigrante poderá ser condenado a dois anos de prisão e depois ser deportado por estar vivendo ilegalmente no país. Ele poderia pegar até 20 anos de prisão se não tivesse feito o acordo. Documentos judiciais afirmam que Sandford estendeu a mão na direção da arma do policial enquanto Trump estava discursando.

Do Brazilian Time